Downloadhttp://bigtheme.net/joomla Joomla Templates

Tome a sua Cruz

Jesus os advertiu severamente que não contassem isso a ninguém.    E disse: "É necessário que o Filho do homem sofra muitas coisas e seja rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, seja morto e ressuscite no terceiro dia".    Jesus dizia a todos: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me.    Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a vida por minha causa, este a salvará.    Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se ou destruir a si mesmo? Lucas 9:21-25


INTRODUÇÃO
1) O que era a cruz: Instrumento antigo de execução. Originária da Pérsia e depois legada aos gregos e aos romanos. “A mais cruel das mortes.” (Josefo).
2) Tipos de Cruz: Nos dias de Jesus havia três tipos de cruz: a X (de Stº André); a T (Comissa); a + (immissa).
3) No Brasil, Frei Henrique de Coimbra e sete confrades mendicantes, na companhia de um outro grupo de clérigos seculares fincou a 1ª cruz em solos brasileiros.
4) Por que a Cruz é tão especial que Paulo recusou gloriar-se em qualquer outra coisa (Gál. 6:14)?

Quanto a mim, que eu jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por meio da qual o mundo foi crucificado para mim, e eu para o mundo. 
Gálatas 6:14
5) Nós somos salvos não pela cruz que nós carregamos, mas pela cruz que Ele carregou.

I. NÃO É:
Quantas vezes ouvimos cristão falando: esta enfermidadade é minha cruz! Isto é um sofisma que nos acostumamos no decorre de nossa vida cristã, mas é um engano.
1) Agüentar esposo(a) pelo resto da vida;
2) agüentar as conseq. de uma profissão;
3) uma catástrofe natural;
4) um acidente;
5) desempego;
 
6) assalto;  
7) filho viciado;
8) crise financeira; 
9) parente alcoólotra;
10) infid. Conjugal.


II. É UMA ESCOLHA
1. “Se alguém quiser...”
2. Não um determininismo divino. Deus não é um tirano e nossas provações não são algo insuportável
3. Lc 14.33:
Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo.

III. SEGUIR JESUS CUSTA CARO
1. Lc 14.25-33 – parentela, a própria vida; construção e rei em guerra.
E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo.
"Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la?Pois, se lançar o alicerce e não for capaz de terminá-la, todos os que a virem rirão dele,
dizendo: ‘Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar’.
Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo.
Lucas 14:27-33
2. Muitos rejeitaram e continuam rejeitando a cruz de Cristo: Lc 9.57-62

III.1 QUAL SENTIDO QUE A CRUZ DE CRISTO REVELA NESSAS PASSAGENS?
1. Assumir a cruz de Cristo é algo muito dispendioso.
2. Jesus quer que racionalizemos as conseqüências da atitude de segui-Lo.
3. Não é um ato único e isolado e nem só de um aspecto.
4. Quem está debaixo de uma cruz não está indo para uma festa divertida: mas sim,... Portanto, seguir a Jesus implica em estar disposto a morrer por amor ao seu Senhor.
5. Não só mudar nossos hábitos pessoais, mas sim, permitir que Deus implante em nós a mente de Cristo.
6. Choques com os valores do mundo – e não se deixar levar por eles, pois são efêmeros –
7. Por isso o mundo ridiculariza a cruz de Cristo:
8. Não posso levar a cruz e ter saudades do mundo.
9. Os sofrimentos advindos da Cruz de Cristo só acontecem, com a permissão do servo de Cristo: “Se alguém quer ....”.
10. Negar-se: (1) recusar a fazer do nosso prazer o alvo da vida; (2) recusar a fazer da nossa vontade a lei da vida. (3) Sujeitar-se à disciplina de Cristo
11. Jesus não força ninguém a levar a cruz. Levar a cruz é o ato de amor nosso para com Jesus. * " Quem não sacrifica nada não ama. Quem sacrifica pouco ama pouco. Quem sacrifica tudo ama totalmente." (Pe. MonierVinard).
14. Você e eu temos nos colocado voluntariamente debaixo da cruz de Cristo?
15. Por isso, dizemos que a cruz não é ..... (ponto I), mas pode ser se... exemplos...”).

IV. O ASPECTO MISSIONÁRIO DA NOSSA CRUZ
1. levar a cruz significa enfrentar todos os nossos sofrimentos e lutas advindas de nossa idenficação com Cristo (Luc. 9:23). A cruz não é uma tragédia, mas algo que temos que carregar para que não nos voltemos para o orgulho. Assim, imitamos o nosso mestre, que carregou a sua cruz e sempre fugiu da plataforma dos holofotes.
2. Implicação: Quando carregamos a nossa cruz, nos tornamos instrumentos da glória do Pai e não de nós mesmos. Daí, pela graça dele, as pessoas não verão a nós simplesmente, e sim, verão Cristo em nós. Só que o negar-se a si mesmo exige uma determinação, uma renúncia muito trabalhosa. E o primeiro caminho árduo para um servo de Cristo é o da negação. Por isso que a cruz tem a ver com a identificação com Cristo Jesus. Na identificação com a cruz de Cristo, nós damos espaço para a negação diária. Daí, através da nossa vivência diária de negação, influenciamos outras pessoas que estão ao nosso redor, levando-as para o caminhos da cruz.

CONVITES:
1. Se você abandonou a cruz de Cristo...
2. Se você pensa que não irá conseguir levar mais...
3. Você que tem levado a sua cruz com fidelidade...
4. Você que ainda não abraçou a sua cruz.


CONCLUSÃO

“Existem duas cruzes: a Dele e a nossa. A Sua cruz nos salva eternamente e a nossa nos salva de desperdiçarmos as nossas vidas”.


Adaptação:
http://esbocosdepregacaoprrb.blogspot.com.br