Downloadhttp://bigtheme.net/joomla Joomla Templates

Temos 68 visitantes e Nenhum membro online

A graça que veio para quebrar o jugo da religião

Então alguém um dia chega a ti e pergunta: Quer entregar a sua vida a Jesus?

E você meio cético reponde: Fala mais! Pensado, quero ver aonde isso vai dar. 

Agora você começa a colocar essa pessoa na parede, fazendo perguntas que exigiam certo nível de conhecimento das escrituras, mas mesmo assim esse evangelista consegue passear pela bíblia e mostrar que todos os homens pecaram e ainda pecam contra Deus, e por consequente todos estão mortos espiritualmente. Mas esse mesmo Deus enviou o seu único filho para morrer e dar a sua vida para salvação e reconciliação de todo pecador, sem distinção alguma de gênero, raça, cor. 

grilhoes-libertação-religiosidade

Então alguém um dia chega a ti e pergunta: Quer entregar a sua vida a Jesus?

E você meio cético reponde: Fala mais! Pensado, quero ver aonde isso vai dar. 

Agora você começa a colocar essa pessoa na parede, fazendo perguntas que exigiam certo nível de conhecimento das escrituras, mas mesmo assim esse evangelista consegue passear pela bíblia e mostrar que todos os homens pecaram e ainda pecam contra Deus, e por consequente todos estão mortos espiritualmente. Mas esse mesmo Deus enviou o seu único filho para morrer e dar a sua vida para salvação e reconciliação de todo pecador, sem distinção alguma de gênero, raça, cor. 

Nesse momento o evangelista pergunta você: "Gostaria de ser um discípulo de Jesus?". 

E você pensa: "porque alguém não escolheria a seguir Jesus? NEle está manifesta toda a bondade de Deus, toda a graça e misericórdia, Ele é verdadeiramente Homem e Deus, mesmo assim Ele escolhe não nos julgar (a mulher adultera que o diga)".

Então lançado o convite, ele é aceito. É gerado então entre o pecador e o agora seu Deus uma nova aliança, aliança assinada com o sangue do Cordeiro, com uma Clausula Única de "penhora" para que você cumpra todos os requisitos do pacto; que se chama a "Pessoa do Espirito Santo" Ef. 1,14, que lhe ajudará nos momentos difíceis.

Você há de concordar comigo que isso é muito maravilhoso! Tudo para que possa andar de graça em graça, que é um favor imerecido de Deus.

O próximo passo

Agora que surgiu uma nova criatura em Cristo Jesus, você deve seguir o próximo passo de obediência, o batismo nas águas, além de ser guiado para a inserção no corpo de seu Salvador chamado Igreja, para o desenvolvimento da comunhão com os santos; que é o organismo vivo composto de irmãos na fé, onde ninguém é maior que ninguém, ninguém é juiz de ninguém, pois é o Pai que julga a todos pois Ele julga com justiça, Igreja cuja a sua cabeça é apenas uma Cristo Jesus.  Ela não é composta de templos, liturgia, contratos, estatutos, todos seguindo a lei do Espírito, um evangelho que de tão simples, mas nem um pouco simplista pode ser sintetizado em uma única frase: "Ame a Deus sobre todas as coisas e com todo o seu entendimento e ao próximo como a ti mesmo" Mc. 12,30-31.

A caminhada

Uma pessoa nova convertida “não” possui bem definida biblicamente o que é a Igreja. Os cristãos são bons em dizer quem é Jesus, mas são péssimos em ensinar quem é a sua noiva, como um ciclo vicioso da ignorância, sem ter bem claro a distinção entre: Igreja Corpo e Igreja Instituição.

Agora dentro de uma instituição com um letreiro contendo um nome, e antes desse nome a palavra “Igreja”. O novo cristão convertido tem o anseio de retribuir a toda a bondade de Deus para com a sua vida, então dentro da “Igreja Corpo” ele Prega o evangelho a amigos e dentro da “Igreja Instituição” ele ajuda a pintar os muros. Como membro da “Igreja Corpo” ele dá bom testemunho no seu trabalho, como membro da “Igreja Instituição” ele envia ofertas a missionários que são atestados como íntegros por esta.

A Ilusão

A ilusão pode criar um oásis no meio de um deserto, pode fazer você olhar para sua igreja local e criar uma expectativa que jamais será atendida.

Então aquele evangelista lhe apresentou o evangelho diz nos encontros de discipulado: Todos os irmãos na nossa Igreja são impregnados de amor pelos perdidos; nosso pastor é extremamente íntegro; no louvor todos buscam esta em alto nível de santidade para que a glória manifesta de Deus se apresente, eles procuram tocar as musicas mais ungidas; todos são muitos prósperos em virtude do dizimo que dão, recebemos muitas profecias que nos orientam por onde andarmos; o pastor é nosso sacerdote; nossos lideres são sempre verdadeiros no falar; temos liberdade em Cristo; Deus fala o que os pastores devem fazer.

Sei que você acha tudo isso lindo, mas com o passar dos anos, a verdade começa a aparecer e a lente chamada ingenuidade e singeleza que desfocava a realidade começa a se quebrar, surge agora uma sensação de que as coisas estão se degradando dentro da igreja, com uma pergunta martelando em sua cabeça: Como eu posso reverter tudo isso, mas que tudo volte a ser como no tempo da minha conversão?

É preciso ser dito que provavelmente as coisas não estão se degradando, apenas a verdade surgindo. Um sistema corrompido na sua essência não pode restaurado, sem que antes ele morra por completo, pois ele é morno, isto é, nem quente e nem frio.

Agora o que você vê? Nem todos os irmãos estão impregnados de amor, alguns inclusive são bem amargos; talvez o seu pastor não seja o mais integro dos homens; talvez o louvor se preocupe mais em tocar as musicas que estão na moda e sem base teológica, e o alto nível de santidade não passava de intrigas e picuinhas; minhas ofertas não me deixaram rico como foi prometido; falsas profecia que nunca vão se cumprir porque nunca vieram de Deus; lideres que estão casados com a manipulação espiritual; a liberdade em Cristo é substituída pelos julgo religiosidade.

A esta altura você abandou não só pecado, mas quem sabe seus antigos amigos, seu parentes, seu trabalho, seus estudos, para se dedicar mais a sua pseuda visão do “Reino” ou como você chama: "O meu ministério!" quase que como Gollum.


A desilusão

Porque existem pessoas desiludidas dentro do evangelho? O que é desilusão senão a desconstrução de uma Ilusão, e a ilusão é nada mais do a projeção daquilo que não é verdadeiro.  Jesus disse: Eu Sou o caminho a verdade é a vida. Jo 14,6. Uma pessoa pode ser enganada por outros homens, enganar-se a si mesma, mas em Deus está toda a verdade.

Toda a disfunção religiosa dentro de um crente acontece quando a “Igreja Instituição” passa a agredir a “Igreja Corpo”, quando a “Igreja Instituição” tenta encaixotar e estigmatizar a “Igreja Corpo” tratando a com simplismo, cinismo, arrogância, hipocrisia, chantageando a de forma barata.

Então você pensa: O que aconteceu? Eu estava feliz aqui e agora não estou mais. Eu ansiava em estar aqui agora não anseio mais. Eu ansiava em servir agora não anseio mais.


A tortura

Mais alguns anos após a sua conversão você agora frequenta o culto de domingo, da quarta-feira, lidera uma Célula, pertence ao Ministério de Ação Social, afinal é apenas uma vez por mês, ensaia nos sábado a tarde para o Ministério de Louvor: “Afinal se você toca algum instrumento, seria um ingratidão não estar inserido nele”.

Mas você se esgotou, cansou, tudo isso o que fazia perdeu dentro de si o seu propósito, quando tudo o precisava era ser um discípulo genuíno de Jesus, aquele que arrebatou seu coração quando você o conheceu.

Então os membros do farisaísmo dizem: Você abandonou Jesus! Você o abandonou!

Talvez em dias como este você tenha pensado ter perdido o Primeiro Amor, talvez tenha dobrado seus joelhos pedindo a Deus que o derramasse novamente em uma oração que você não tenha sentido passar do teto. Quando na verdade apenas está esgotado como um sistema religioso cuja o único propósito é tirar o seu foco de Cristo, que existe apenas para alimentar se a si mesmo.

Observe em Apocalipse que a Igreja mais ativa das sete era aquela que tinha perdido o primeiro amor.


Os inimigos de Maria

Maria uma das irmãs de Jairo, um amigo de Jesus que morava em Betânia, cidade próxima de Jerusalém, local onde Jesus diversas vezes se hospedara possuía duas irmãs uma chamada Marta e a outra Maria.

A bíblia menciona dois momentos em que Maria manifesta seu ardente desejo por conhecer e adorar Jesus. Uma das passagens ela é atacada por sua irmã Marta, por que havia deixado os trabalhos de casa para ouvir Jesus Lc.10,40, em outro momento ela é atacada por Judas Iscariotes, por derramar um perfume valiosíssimo sobre os pés de Jesus Jo.12,5, leia todos os textos e verá que em nenhum momento o Mestre a repreende, pelo contrario Ele a defendeu todas as vezes.

Jesus diz que Maria foi quem escolheu a boa parte.

Marta aqui personifica o ativismo, o servir a Deus com exelência quando o que Jesus quer da sua vida é ter você sentado aos seus pés ouvindo a sua voz, Judas personifica a hipocrisia, de que você não pode disperdiçar seu melhor, seu tempo, energia, talentos,  recursos, com aquilo que não vai produzir resultados exclusivamente quantitativos.

 

O engano da Religiosidade

Nada errado em ter uma religião, a religião institucionalizada nos permite a chegarmos à lugares onde sozinho você e outros cristãos teriam muita dificuldade de chegar, como obras sociais, capelania, missões, retiros, ofertar, ceiar e outras.

Mas a religião é dirigida por homens enquanto a “Igreja Corpo de Cristo” é dirigida pelo próprio Cristo, e ela (a religião) sendo dirigida por homens é claro jamais será perfeita, mas mesmo sendo imperfeita ela jamais pode perder o foco na pessoa de Jesus e na simplicidade do evangelho.

A religião é sedutora de nós homens, pois ela está sempre pronta a nos formatar, tentar nos nivelar, trazer formulas e rótulos prontos, e quando nós nos enquadramos em suas regras ela nos abraça dando uma falsa sensação de segurança e aceitação.

Por fim, se fogo de Espirito se apagar dentro de nós, o excessivo zelo pela religião irá nos escravizar como já fez com muitos irmãos, ai então tudo que você fizer, terá aparência que é para Deus quando na verdade estará fazendo para homens e para ti mesmo.

 

E agora?

Talvez agora passe por sua cabeça: Cansei vou sair da minha Igreja, ou talvez nem vou começar a participar de uma, ou ainda vou eu mesmo iniciar um trabalho. Essas são alternativas de quem não entendeu o propósito desse texto.

Uma vez que você renasceu em Cristo Jesus, agora VOCÊ É IGREJA! Seja no trabalho, em casa e até mês em sua Igreja.

Não aconselho a você abandonar sua igreja local a não ser que a sua integridade física e moral estejam em risco. Se o ativismo e a religiosidade estão lhe oprimindo, não ceda as chantagens barata dela, não olhe para a hipocrisia de alguns lideres, não se sinta culpado por não estar em ministérios, todo nó temos um chamado, o de sermos o bom perfume de Cristo cuja fragrância possui o aroma do evangelho genuíno.

Faça uma limpeza em suas caixinhas de promessas e profecias, de um grande chamado ministerial, quase que semi–messiânico, pois muitas delas eu garanto não passaram de vaidade de homens que se estivessem sobre o efeito da velha aliança deveriam ser apedrejados, mas glória a Deus por sua graça em nossas vidas.

Reconheça seus limites, saiba a hora de avançar e hora de retroceder, ninguém pode lhe obrigar a caminhar em algo que não está em seu coração e que não esteja inclinado a fazer, não se entregue as chantagens, como o de perder alguma benção, Deus não é chantagista, Ele é seu Pai.

Ofertas, mais uma vez digo, não ceda as chantagens de alguns, oferte com generosidade, Deus ama quem dá com alegria, não oferte por medo ou coação, plante sua semente em terreno fertil, do contrário ela se perderá e o reino de Deus perderá, não barganhe com Deus IICor 2,10.

Se você se sente magoado, enganado e principalmente ferido, para e pense que talvez você tenha machucado outras pessoas, e não espere que elas venham aos se pés lhe pedir perdão. Mesmo sabendo que isso pode acontecer, libere perdão a dos que lhe feriram, mas quanto aqueles que você machucou, vá até eles peça perdão, talvez elas estejam em outra igreja por feridas que você pode ter ajudado a causar.

Você sabe que a sua Igreja não é perfeita, não venda esta idéia as pessoas das quais você está pregando e discipulando, a bíblia não esconde os erros e acertos dos grandes heróis da fé, o que dizer de Davi; adultero e assassino, mas foi chamado por Deus de: "homem segundo o meu coração", pela sua capacidade de reconhecer os seus pecados.

Faça uma auto análise, você tem sido excessivo e duro nos seus julgamentos, caso tenha se irado com o pecado e a falta de zelo do seu irmão, critica aqueles que estão em poucos ministérios ou até mesmo em nenhum, acha um absurdo irmãos que não ofertam, cuidado talvez você tem sido o fariseu da história, encare o espelho da verdade, ninguém é juiz de ninguém estamos aqui para ajudar os fracos e não empurralos ladeira abaixo.

Se você já foi liberto do julgo da religião, da hipocrisia pelo entendimento do evangelho, não vire as costas, para seus amigos, fique, por amor daquele que ainda se encontram em grilhões, as primeiras pessoas pessoas libertas por Jesus foram pescadores que estavam debaixo de um julgo farisaico.

 

Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Galatas 5,1.

 

Paz. Graça e graça em abundância sobre todos, amém!!!

 
 

{simplepopup}{/simplepopup}